Tardes de verão

19 de agosto de 2012









Aproveitou-se a caminhada, que já fazem sem grandes dificuldades e sem lamurias a pedirem colo (normalmente era ela, mas portou-se muito bem).
O sol estava bem quente. Procurei estar sempre à sombra enquanto os vigiava nas suas brincadeiras, porque estava mesmo muito calor. No caminho de regresso ainda trouxemos pão, a Diana ia-se engasgando com uma pastilha, por segundos não tive de lhe aplicar a manobra de Heimlich, mas a rapariga lá cuspiu a dita.
Enfim, mais uma tarde passada. Fiz bastantes coisas, a roupa deles ficou engomada, fiz mais uma máquina de roupa que entretanto estendi a somar ao bolinho fantástico que ali está a sorrir-me. 
No regresso a casa, o Cristo Rei lá estava ao fundo a saudar-nos, o bairro já estava vibrante de cheiros, que as minhas vizinhas velhinhas começam cedo a preparar o jantar e os gatinhos vadios preambulavam por entre os becos, sempre em busca de um cantinho em que a luz do sol lhes aquecesse o pêlo.
Foi um Domingo produtivo, que tanto deu para ajeitar algumas tarefas domésticas, como para descansar e passar tempo com os meus miúdos, que tanta falta me (nos) faz.

2 comentários:

  1. A isso é o que se chama de uma tarde bem passada...Eu passei o dia em casa de volta de roupas e arrumações. Elas lá andaram nas suas gritarias do costume.
    Uma casa cheia portanto!!

    ResponderEliminar

Obrigada pela vossa visita!

Proudly designed by | MLEKOSHI PLAYGROUND |