Semana 49/52

11 de dezembro de 2017

Mais uma semana com direito a feriado. E sabe tão bem "folgar" à sexta. 
Terminei "O Rouxinol" e comecei hoje "O Livreiro de Paris".
Recomendo muito o primeiro. Gostei tanto.
Entretanto reguei o fim-de-semana a chás e chocolate quente, fiz rabanadas pela primeira vez, vi o filme Hampstead ♥ e vi chegar a chuva e o vento desembestado, ontem à noite.
Última semana de aulas, pessoal! Miúdos lá de casa ansiosos por sopas e descanso.
Dezembro é sempre um mês tão doce e caseiro. E eu desfruto de cada minuto.

O Rouxinol

7 de dezembro de 2017

Estar a ler um livro para o qual já fiz o casting, para um hipotético filme que alguém, de certeza, vai querer realizar. (se dúvidas houvessem quanto à minha sanidade mental, dissiparam-se neste momento, eu sei, mas escusam de pedir um colete de forças, chama-se ter imaginação)

Vianne - Kate Winslet
Isabelle - Lilly James
Capitão Beck - Brad Pitt
Gaetan - Kit Harrigton
Anouk - Helena Bonham Carter
Rachel - Jessica Chastain

Se alguém de Hollywood estiver a ler o meu blog (ahahahahah!), escusam de agradecer. Poupei-vos imenso trabalho, eu sei...
Hoje, no comboio, a caminho do trabalho, quase não conseguia ler as palavras, de tão embaciados que estavam os olhos.
Que narrativa! Que história! E agora quem me convence a pegar no trabalho depois de toda esta reviravolta? Ainda bem que amanhã é feriado...

Dezembro

5 de dezembro de 2017

Quando só queremos chegar ao fim-de-semana e não ter nada para fazer. 
Zero compromissos. Agenda livre. 
Desfrutar do sofá. Pijama. Mantas. Comida. Ler. Filmes.
Talvez dar um passeio na natureza, se não chover. Ou ir ver as luzes de Natal, se estivermos para aí virados.
No plans is a good plan, percebem o que quero dizer? Ou então sou eu que estou oficialmente a ficar velha.

Educar filhos, à luz da Bíblia, no mundo de hoje?

4 de dezembro de 2017

Sim, é um desafio. É difícil. Às vezes é duro. 
Dizer-lhes que não se deve mentir, numa sociedade em que para se ser promovido na carreira às vezes isso pode incluir uma desonestidadezinha "inocente" que não prejudica ninguém.
Dizer-lhes que odiar alguém, mesmo que esse alguém nos tenha feito mal, já é matá-lo no nosso coração, numa sociedade onde impera o "olho por olho" e o "dente por dente".
Falar-lhes do casamento entre um homem e uma mulher como uma instituição sagrada, numa sociedade em que se desacredita o amor, a fidelidade.
Falar-lhes de aceitação, generosidade, inclusão, mesmo quando nos cruzamos com realidades diferentes da nossa, numa sociedade que pode ostraciza-los a eles por causa da sua religião.
Ajudá-los a estudar a matéria que diz que o mundo surgiu de uma grande explosão e que o homem descende do macaco, para terem uma positiva a História, quando aquilo que lhes ensinamos desde que nasceram é que Deus fez os céus e a terra, o homem, a mulher e tudo o que neles há.
Ensinar-lhes que o nosso coração nos engana, muito, e que nem sempre as nossas emoções são boas conselheiras, numa sociedade que exalta o eu e o "seguir o coração" como remédio para todos os males.
Ajudá-los a manter em perspectiva a vontade de Deus para a vida deles, num mundo que contradiz praticamente tudo o que esta apresenta, pode ser complicado. Não impossível, sobretudo porque cremos não estar a desempenhar esta tarefa sozinhos. Graças a Deus, por nos dar a mão.

Semana 48/52

4 de dezembro de 2017

Foi uma semana mais curtinha. Com muito frio, mas muito sol.
Já ando a reduzir as rotações. Acho que se desse, também hibernava até Março. 
Só me apetecem mantas, chá, bolinhos, livros, filmes. Mas acontece que a malta tem de trabalhar. Hoje saí sem gorro e ia morrendo de frio. Isto de quase não ter cabelo é mau quando o briol se instala.

O primogénito fez 13 anos ontem. Entrou oficialmente nos admiráveis meandros da adolescência.
Ficou tão, mas tão feliz com a sua nova guitarra...
Agradecemos à família por ter contribuído para podermos dar-lhe o que ele tanto queria.
A gratidão a Deus pela vida dele é imensa. 

Proudly designed by | MLEKOSHI PLAYGROUND |