Dia da Mãe

4 de maio de 2012



Os filhos são o nosso espelho, para o bom e para o mau. Cá em casa, dificilmente se aguentam dias para dar presentes a quem quer que seja. Por isso, hoje, fui presenteada com os miminhos que eles prepararam nas respectivas salas. A minha filha mal me deixou pousar o casaco e a mala, quando cheguei do trabalho. A ansiedade de agradar...do beijo, do elogio, da felicidade.
- é um saquinho para o teu quarto cheirar bem, mãe!
Dizia o postal que sou gira e querida, a melhor mãe do Mundo. Eu acredito, depois disto mais um bocadinho, que afinal os meus momentos negros como mãe não são os que lhes ficam na retina, na memória e no coração.
O meu filho escreveu-me uma carta de amor. Descreve-me, e passo a citar, como "magrinha e pouco alta". É o auge. O meu filho não vê os meus pneus ou a minha barriga flácida. Palavras dele "gosto muito dela", "cozinha bem" e "gosta de tirar fotografias às cidades em que nunca antes tinha ido". Atribui-me qualidades que muito me enaltecem "simpática, alegre, bondosa e carinhosa." Remata com um "Claro que é do Sporting (...)", como se certeza maior não existisse, aliás, como se essa fosse a única opção lógica.
E uma mãe não pode pedir mais do que isto. Este amor incondicional, que [ainda] não vê defeitos nem fraquezas. É por isso que as crianças são o melhor do mundo. E estas são as minhas, as que se alimentaram de mim, as que tiveram o meu sangue a percorrer-lhes o corpo e sentiram os meus medos, ansiedades e alegrias nos nove meses em que eu fui a sua única fonte de vida. As que de mim aprendem e a quem tanto ensinam todos os dias. Estas são as crianças que de mim saíram. Estas são as crianças a quem amo mais do que tudo.

3 comentários:

  1. Ohh que Lindo ;)

    ResponderEliminar
  2. E não há orgulho maior que sermos mães dos nossos filhos.
    Adorei cada palavra que escreveste.

    Feliz dia da Mãe

    ResponderEliminar

Obrigada pela vossa visita!

Proudly designed by | MLEKOSHI PLAYGROUND |